O AMOR QUE FICA



Tudo o que é feito com amor faz mais sentido. A chave para conectar as pessoas é, sem dúvida, o amor. Aquele sentimento genuíno, que inunda a alma e vai contagiando a todos que nos cercam. Amor pela vida, pelo trabalho, pelas pessoas, por tudo o que temos a oportunidade de experimentar. Amar nos faz melhores simplesmente porque enxergamos a vida com um olhar mais sereno, somos mais resilientes e compreensivos. É o amor que nos permite perdoar, nos colocar no lugar do outro e nos conectar com quem mais precisa da gente.


Nossa conexão com as pessoas que já se foram também está inundada de amor. Ele é o laço que nos permite permanecer para sempre unidos aos nossos queridos e a força latente do sentimento que um dia nos uniu, pulsa muito forte e nos mantém em sintonia. Quando não há mais presença física, percebemos o quanto é bom viver de forma plena, tentando sempre fazer com que os sentimentos guardados em nossas caixas do coração e da memória sejam positivos e nos permitam ser gratos pelo tempo vivido e compartilhado, mas acima de tudo, seguir construindo histórias e distribuindo mais e mais amor.


No final de tudo, o que vale é o amor que fica. A lembrança dos momentos bons que vivemos é sempre mais vibrante do que aquilo que não foi tão bom. Que a gente não esqueça nunca de viver intensamente o amor e lembrar-se todos os dias de que é ele que nos eleva. Que possamos ser presença positiva na vida das pessoas e que as perdas não nos impeçam de prosseguir. A cada dia, um recomeço. A cada desafio, uma vitória. A cada indecisão, um incentivo. E acima de tudo, o amor!


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo