top of page

Eterna metamorfose



A vida é um constante renascimento. Todos os dias somos provocados a recomeçar, a renovar, a despertar. As mudanças são inevitáveis e se apresentam na medida em que vamos trilhando os caminhos da existência. Renascer significa encontrar sempre um novo objetivo, um novo incentivo, um sonho a conquistar. Renascer é também permanecer na luta, adaptando-se aos novos desafios. Esta engrenagem da vida, às vezes, causa dor, desconforto, sofrimento. Mas são vivências necessárias para chegar ao novo, que insiste em se apresentar.


Há momentos na vida em que pensamos mais sobre as mudanças que acontecem no cotidiano. É aquela hora em que olhamos para trás e percebemos que muita coisa ficou pelo caminho, que já não somos mais os mesmos e que não é possível que continuemos agindo sempre da mesma forma. Sentimos mais o impacto e a transformação quando sofremos uma perda brusca, uma decepção muito forte ou algo que nos desestabilize totalmente. Quando algo assim acontece e a mudança se impõe, nosso esforço para permanecermos em equilíbrio tende a ser maior. E gera consequências físicas e psicológicas.


A verdade é que a vida é movimento. Nunca estamos totalmente seguros e não temos outra saída a não ser nos movimentarmos com ela. Todos estamos no mesmo caminho e compartilhamos angústias parecidas. Uma das melhores formas de entender e ser receptivo às mudanças é pensar que elas existem e impactam a vida de qualquer um. A vida não é um caminho solitário. Renascemos todos os dias na individualidade e na coletividade. Eterna metamorfose!

10 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page